Seja Humano! Percepções sobre a favela

22 de julho de 2017


A formação das favelas se iniciou após a Guerra dos Canudos, em 1896-1897, quando alguns soldados, ao retornarem ao Rio de Janeiro, deixaram de receber e então começaram a se instalar em alguns morros da cidade. Além disso, o surgimento aconteceu devido a industrialização que se concentrava nos centros, e o trabalho humano foi sendo substituído por máquinas. Dessa forma, não havia empregos o suficiente para a população e então as pessoas começaram a se instalar na periferia. 

Favela é uma habitação precária sem infraestrutura que existe há anos. Infelizmente as percepções sobre essas pessoas que se encontram na periferia e esse espaço, sofrem inúmeros preconceitos, já que parte da população enxerga o subúrbio como um lugar repleto de violência, drogas, pessoas ruins, coisas ruins, e assim por diante. Mesmo hoje nos deparamos com diversas pautas e documentários sobre a favela, a ideia de que isso seja um lugar ruim, ainda passa na cabeça das pessoas, e raramente encontramos pessoas que estão dispostas a de fato ajudar e entender como é viver na periferia. 

Uma das coisas que estou acostumada a escutar, são deboches sobre essa região.  De pessoas falando sobre "ser roubados", de que "bandidos devem ser mortos", "que as pessoas tem a escolha de não entrar na criminalidade" e se desenvolver profissionalmente e como pessoa. Mas é tão simples falar quando a gente realmente não conhece, não vive isso.  As pessoas que moram em periferia, querendo ou não, são expostas ao crime e a violência e são influenciados a fazer isso, mas mesmo assim encontramos inúmeras pessoas que não se evolvem. Porém é de extrema relevância, pautar que há falta de recursos, que são importantes para que as pessoas saem dessa situação e se desenvolva.



Um exemplo da ausência de recursos é a questão da educação. Atualmente se você não tem educação, você não consegue se desenvolver, e cada dia que passa as organizações te cobram mais, e mal te remuneram.  As escolas públicas tem um ensino muito precário, principalmente as escolas que estão localizadas na periferia. Porque muitos professores não estão preocupados se você está entendendo ou não e sim em te empurrar de ano, para que diminua o índice de analfabetismo no Brasil. Nessas condições muitas pessoas fazem um ensino médio sem saber nada, o que torna mais difícil a ideia para alguém conseguir sair daquela situação.


Outro motivo é que muitos jovens não estudam para trabalhar e ajudar a sustentar a família, já que mal ganham um salário mínimo e que mesmo assim não é suficiente para se estabilizar. 

Dentro do Marketing, temos o Marketing Pessoal, que é a sua divulgação de imagem. No qual fala que precisamos ter uma boa imagem para conseguir entrar em uma empresa e entre outros fatores. Quando vamos em uma entrevista de emprego, as pessoas falam para nós usarmos "polo", e ir bem arrumado, etc. Sabe por quê pedem isso? Porque as empresas te contratam mais pela sua imagem do que pelo o tanto que você sabe e o tanto que está dedicado. E como os "suburbanos" se encaixam nisso?  Porque não possuem condições para comprar "bons panos", e mal tem um ensino médio, uma empresa raramente vai contratar alguém nessas condições. 


Citei alguns motivos que mostram o quanto é difícil para pessoas que moram na periferia se desenvolverem. Que não é tão simples sair dali e se estabilizar. Mas além desses fatores não podemos esquecer o quanto é complicado viver na periferia já que não possui infraestrutura. Encontramos lugares que mal possuem acesso a água, rede de esgoto e luz (Saneamento básico). Por exemplo, de acordo com o Instituto Trata Brasil, quase 100 milhões de pessoas estão excluídas de serviço de coletas de esgoto e mais de 35 milhões de água tratada.
E por fim, além desses fatores que citei, e outros inúmeros que encontramos, não podemos esquecer que as pessoas são vítimas de deboches em centros. Não são bem vindas em certos lugares, e muitos chamam-os de "bandidos" sem ao menos os conhecer, só pela roupa que usam, as gírias e a cor. 



O que você faz para mudar isso? O que você faz para ajudar as pessoas que se encontram nesses lugares? Você faz a sua parte? Ou apenas dá "concelhos" para que saiam dessa vida e se desenvolvam? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Brenda Caroline - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Brenda Caroline.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo