O lado bom das coisas

20 de fevereiro de 2016

Acabei de ter uma discussão feia com alguém especial, e sem ao menos perceber todas as coisas começaram trazer lembranças não muito boas. Eu vejo o desenho de gatos na minha porta e lembro quando a Lily se foi, observo fotos no meu mural e descubro que nem todas as pessoas que estão lá, possuo contato, eu vejo as nuvens formando e desaparecendo e penso que meu ex, aquele cara que nunca parei de amar, poderia estar observado também. Depois de tanto pensar em tristes lembranças, logo, meu celular foi parar no criado, enquanto ouço uma bela canção da Norah Jones,  que para variar, se encaixa bem para lembrar de tristezas. Ah, e é claro, meu querido ursinho é um bom companheiro nessas horas também.

Enquanto fazia essa viagem de coisas ruins e possíveis más lembranças que poderia lembrar um dia,  pensei porque é tão fácil achar defeitos e mágoas nas coisas que olhamos e observamos e tão complicado lembrar de sonhos ou pequenas metas que conquistamos. E então comecei a ver as coisas com um olhar que não era acostumada a ter.

No meu quarto têm algumas coisas que uso para decorar, mas não havia pensando que essas coisas poderiam trazer significados e boas lembranças.  Meu banner de quinze anos me fez lembrar do dia tão especial que tive ao comemorar meu aniversário.  Os gatos na porta, me fez perceber que apesar de não ter mais a minha gata foram bons momentos que passei brincando com ela. Minha flauta pendurada no teclado, me lembrou que deveria agradecer, por ter um dom de poder fazer tantas coisas incríveis que nem todas  pessoas têm facilidade. E meu ursinho, faz lembrar que foi um bom momento quando o recebi.

Muitas vezes desanimamos de tudo ou pensamos o quanto temos uma vida difícil de lidar por algo que não deu certo,  que parece ser o fim ou não tem solução. Mas não vai ser uma simples briga que vai fazer o resto do mundo acabar, ou fazer tudo ficar ruim só pra você.  Talvez seja essa situação que lhe deixe irritado e triste que atraia mal estar para si mesmo.

De todas as coisas ruins que tive, por mais que as vezes me faça querer chorar até o próximo nascer do sol, essas coisas me fazem lembrar que se não existissem nem mesmo saberia distinguir a felicidade,  afinal,  ela não faria sentido se não sentisse a tristeza.  Quando estiver triste pelo menos se esforce a lembrar das coisas boas que você viveu, pois muitas vezes, existiram por causa daquelas lágrimas que você teve na sexta feira a noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Brenda Caroline - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Brenda Caroline.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo