E... ele se foi!

5 de junho de 2014

Em um dia como todos os outros, eu conheci um menino qualquer e com o tempo fui percebendo que ele era mais do que qualquer um, com seu jeitinho único de me conquistar. Ele se tornou o tema dos meus textos, passei a maior parte do meu tempo jogando papos inúteis fora com ele, pelo facebook. Fui descobrindo que você fazia uma grande parte de mim e que sem você a vida não faria sentido assim como qualquer outra apaixonada falaria...
 Consegui velo uma ou duas vezes por ano, então todo santo dia vivia decorando minha fala para quando te encontrar, pra chegar ao grande dia ele conseguir tirar todas as minhas falas e me deixando bem tímida. Só que aos poucos essa timidez foi desaparecendo. Só aí percebi que você não era só um menino pelo qual eu era realmente apaixonada e sim meu melhor amigo. Conseguia lhe contar todos os meus mais íntimos segredos, tirar todas minhas duvidas às vezes até mesmo as  bobas que ficava com vergonha de perguntar pra qualquer outra pessoa. Ah  e minha confiança então? Era enorme! Falava todo santo o dia que pularia até do penhasco com ele se o me disse-se que ficaria tudo bem. Acreditava em cada palavra sua.
Doi ? Eu sei.. Até que um dia eu vou pro mesmo turno que você, vivia fazendo de tudo pra chegar esse dia, assim poderia te ver todos os dias, só que na verdade foi a pior coisa que me aconteceu. Achei que íamos ficar mais próximos, mas na verdade nos afastamos mais. Nosso papo diário no facebook desapareceu e tudo não passava de um oi quando nos víamos.  Quando fui pro mesmo turno que o seu já não gostava de você, você era meu melhor amigo, e era á pessoa mais especial que conhecia e quando ficava triste como sempre ia até você pra me aconselhar só que dessa vez, você não estava mais lá. Eu não ganhava aquele abraço apertado como imaginava você não me dava carinho quando precisava me deixava na mão enquanto outras pessoas nem tão especiais como você estavam comigo. E pra piorar a situação minha confiança ia cada vez mais diminuindo, te contava as coisas e você contava pra outras pessoas mesmo se pedisse para não contar.
 E com o tempo fui vendo que todo aquele sentimento que tinha por você ia sumindo. Como se soltasse um balão e o deixasse voar pra qualquer lugar no qual nunca mais o viria e foi exatamente assim que me senti, porém soltava meus sentimentos  e eles voaram pra um lugar que não consigo mais encontrar. É tão surpreendedor como as coisas se vão e agente nem consegue notá-la que se foi. Como aquelas pessoas que um dia foi tão especial pra você hoje não passa de um estranho. Pena que infelizmente nada é pra sempre, pena que na triste realidade não existe final feliz como nos contos de fadas.

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Brenda Caroline - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Brenda Caroline.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo